Segunda-feira, 20 DE Dezembro 2010

Zoologia 

 

Ordem: Rodentia (Roedores)

Sub-ordem: Caviomorpha (Porquinhos-da-índia e afins)

Família: Caviidae (Porquinhos-da-índia)

Sub-família: Caviinae (Porquinhos-da-índia verdadeiros)

Género: Cavia

 

 

 

Equipamento, Exercícios e Perigos

O equipamento básico consiste numa gaiola, quanto maior melhor, numa casinha, num pratinho para comida ou comedouro, um bebedouro, forragem para cobrir o chão e claro sempre muita comida disponível. Tudo isto deve estar preparado antes do porquinho vir para que este fique confortável desde o início.

Gaiolas de tamanho adequado podem ser encontradas em lojas de animais, mas é aconselhável a comprar uma para coelhos, pois assim o seu porquinho irá dispor de mais espaço. Com um pouco de esforço pode-se construir uma gaiola em madeira, que é solução mais individual, mas que é um bocado dispendiosa, como tive oportunidade de confirmar por experiência própria. A gaiola não pode ser demasio grande, mas sim demasio pequeno! Aconselhamos para 2 porquinhos uma gaiola com 100x50cm no minimo.



 

Como brinquedos os porquinhos gostam ter uma casa ou um tunel na gaiola. Também podem-lhes oferecer uma grande pedra ou uma "ponte" de madeira. Uma bola de feno ou um stick para frutas/vegetais tambem são bons brinquedos.

Com o tempo bom, os porquinhos podem passar algum tempo do dia no jardim. Este tem ca. 85m2 e oferece espaço suficiente para o exercício dos porquinhos. Temos varios grupos de porquinhos, que alternam entre si durante o dia o uso dos parques no jardim.
Dessa maneira, quando e estiver bom tempo os porquinhos poderão andar pelo jardim, apanhar ar fresco e comer a erva.

 



Para a cobertura das gaiolas pode ser usada aparas de madeira, corn cobs ou então granulado de madeira ou palha. O que seja usado não deve ser usado como comida para os porquinhos, nem magoá-los nos pés. Artigos como jornais, palha ou plásticos devem ser evitados.

Se a gaiola for limpa regularmente, os porquinhos não irão cheirar mal, pelo que não existe problema nenhum com cheiros dentro de casa. Se eles correrem livres pela casa é bom estar sempre com atenção, já que como roedores que são, adoram roer plantas, mobília e cabos, além disso podem fazer xixi e cócó em qualquer lugar. Tudo o que possa ser usado como esconderijo será usado (ex: debaixo do sofá). Especialmente se o porquinho fôr tímido será difícil apanhá-lo de novo e esta tarefa pode originar muito stress no animal.
Plantas venenosas, aliados a cabos eléctricos, cães e pessoas que não vêem onde põe os pés, tudo pode ser um perigo para o porquinho.

Os Porquinhos-da-índia são muito sensíveis ao calor e a mudanças de temperatura. É de evitar então expô-los ao Sol no Verão, e no Inverno de os colocar junto a aquecedores ou lareiras, dado que podem morrer devido ao calor excessivo. Em temperaturas muito baixas, é preciso ter em consideração, que em caso de os colocar ao ar livre, de estes estarem protegidos do vento e da chuva e que tenham uma casinha por perto onde se possam aquecer.



Cuidados Gerais e de Sáude a ter

No mínimo, uma vez por semana, os porquinhos devem ser vistos e analisados em detalhe, para reconhecer o mais cedo possível os problemas que possam surgir com estes animais. Deve-se controlar o peso, o estado dos pès e dos dentes e do pêlo.
Os problemas mais comuns que podem aparecer são unhas ou dentes demasiado grandes ou parasitas no pêlo. Deve-se tomar medidas para que unhas e dentes não cresçam demasiado, pelo que colocar uma pedra áspera dentro da gaiola para desgastar as unhas e adoptar uma boa alimentação que faça uso constante do roer com os dentes são duas boas medidas. Os dentes crescem durante toda a vida do animal, pelo que se ele partir um ou mesmo dois, ao fim de uma semana eles já estarão grandes de novo. No caso do animal partir os dois dentes da frente deve-se durante o período de crescimento dos dentes alimentá-lo com comida em papa ou em pequenos pedaços de modo a facilitar a ingestão. No entanto, se estes ficam muito grandes, podem trazer problemas de mastigação e dificuldade do animal engolir, pelo que ir ao Veterinário para os cortar é o melhor a fazer. O corte das unhas é fácil de fazer, pelo que visto uma vez pelo especialista, é fácil de reproduzir. Já os dentes o melhor é sempre ir ao Veterinário.
A perda de peso é sempre um sinal que algo está errado com o animal. Partes do corpo sem pêlo, caspa e o animal a coçar-se constantemente é sinal da presença de parasitas(ex:ácaros,pulgas,etc...), fungos ou falta de minerais.Em caso de problemas os porquinhos não devem ser tratados em casa pelas pessoas, a não ser que se saiba exactamente o tipo de problema e como combatê-lo. Se o animal estiver apático e não quiser comer, é melhor consultar um Veterinário com urgência, de preferência um especialista em roedores. Ocorrer diarreia é muito raro se o animal tiver uma alimentação saudável, mas se no entanto isso acontecer, ao segundo dia deve-se deslocar ao Veterinário.
Animais de pêlo comprido devem ser escovados regularmente para manter o pêlo em boas condições. Se tiver um deste género e não o levar a exposições ou concursos, o melhor é cortar o pêlo um pouco.

Os porquinhos não gostam de tomar banho e não devem tomá-lo a não ser que seja absolutamente necessário, dado que fácilmente apanham uma constipação e o banho é um factor de grande stress para eles. Se quiser dar banho ao seu porquinho, deve lavar com agua morna e usar um shampoo ph neutro. Para osd porquinhos de pêlo curto tambem pode usar um shampoo em pó especial para roedores.

publicado por Lugar dos Animais às 21:18
Dezembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
21
22
23
25
27
28
29
pesquisar neste blog
 
arquivos
2011
2010
Contacto
lugardosanimais@sapo.pt
Publicação de Posts
Se quiserem ver algum post publicado neste blogue sobre animais e só enviarem para o e-mail.